Como o conhecimento científico vem sendo aplicado à prevenção ao uso de drogas no Brasil

No IV Seminário Intersetorial de Prevenção, Conscientização e Combate às Drogas promovido pelo Ministério da Cidadania, a Professora Dra. Zila Sanchez falou sobre a aplicação do conhecimento científico à prevenção ao uso de drogas.


Na palestra a Prof explica que a ciência tem o papel de identificar o problema, compreender o fenômeno para assim poder intervir através do desenvolvimento de programas. No entanto, esses programas precisam ser avaliados e muitas vezes adaptados para atingirem o efeito desejado. Embora tenhamos obtido algum avanço na identificação e na oferta de programas de prevenção ao uso de drogas, a ciência tem mostrado que o que mais funciona no âmbito da prevenção é a mudança na legislação relativa ao uso de álcool e tabaco.

A redução da disponibilidade de bebidas alcoólicas, as restrições em relação as campanhas publicitárias e o aumento de preços são exemplos de mudanças na legislação que são comprovadamente efetivas para a prevenção ao uso de álcool e que, no entanto, não vem sendo debatidas no Brasil como deveriam. A Dra Zila Sanchez faz ainda um alerta sobre o uso e a venda dos cigarros eletrônicos que vêm crescendo entre os jovens no Brasil.