Como o stress causado pelo COVID 19 influenciou o abuso de álcool e a violência doméstica

Por Tânia Pietrobon



A pandemia causada pelo SARS-COVID 19 impactou brutalmente o cotidiano de todas as pessoas do mundo. Vários estudos apontam não apenas para um aumento do stress, mas também de diversas consequências nefastas para a saúde física e mental das medidas tomadas para conter a pandemia.

Nos Estados-Unidos, desde o começo das medidas de restrição que visavam o controle da pandemia, os poderes públicos se alertaram quanto ao aumento do stress, do consumo de álcool e também de episódios de violência domestica. Porém, a correlação desses três fatores não havia sido explorada até agora.

Este estudo estadunidense se interessou por esta correlação e buscou responder 2 perguntas distintas:

-A violência domestica e o abuso de álcool aumentaram como consequência dos impactos da pandemia de COVID 19?

-O stress causado pelo COVID 19 e o abuso de álcool são fatores independentes e interativamente relacionados a violência domestica?

O estudo considerou, sob o termo “stress causado pelo COVID 19” qualquer stress ligado às dificuldades econômicas ou pessoais causados pelas medidas de distanciamento social. A literatura mostra que situações de stress causadas por eventos externos (como catástrofes naturais ou crises econômicas) estão correlacionadas a aumentos da violência domestica, esta premissa foi um dos principais motivadores deste estudo. Porem, estes fatores externos não são suficientes para explicar o aumento da violência domestica, que também depende de fatores de predisposição internos ao individuo. Nestes fatores internos, um dos principais encontrado é o abuso de álcool. Entretanto, é importante lembrar que nenhum destes fatores é suficiente para explicar a violência domestica, que depende de uma multiplicidade de interações entre fatores complexos.

O estudo foi realizado através de uma enquete virtual. 519 pessoas responderam à enquete. Foram coletados dados demográficos, como idade, gênero, orientação sexual, nível de educação, renda média e local de residência. O questionário também continha perguntas que se interessavam aos 3 fatores estudados: o stress causado pelas medidas de distanciamento social ligado a pandemia de COVID 19, o consumo/abuso de álcool nesse período e violência domestica, tanto física quanto psicológica. Os resultados mostraram que tanto o stress causado pelo COVID 19 quanto o consumo de álcool eram fatores que aumentaram a violência domestica, tanto física quanto psicológica.

Apesar de ter algumas limitações, como o fato de ser um estudo baseado em um questionário de autopreenchimento e da coleta ter sido feita de maneira transversal, este estudo mostra a importância de abordar a questão do stress causado pelas medidas de distanciamento social ligadas a pandemia de COVID 19 pois este stress esta levando a consequências sociais graves, como o aumento no consumo de álcool e da violência domestica.


Link: https://psycnet.apa.org/record/2021-70494-001