top of page

Consumo abusivo de álcool entre adolescentes

Por Pollyanna Fausta Pimentel de Medeiros


O uso de álcool entre adolescentes é apontado por vários estudos como um importante problema de saúde pública. Entre todos os padrões de consumo de álcool, o consumo excessivo, também chamado de binge drinking, - definido como a ingestão de cinco ou mais doses de bebidas alcoólica em uma ocasião - está associado com consequências mais danosas para os jovens, como envolvimento com episódios de violência, faltas as aulas, relações sexuais desprotegidas, intoxicação alcoólica, entre outros.

Um estudo publicado recentemente teve por objetivo analisar os fatores sociodemográficos associados à prática de binge drinking em adolescentes brasileiros de 15 a 17 anos, em uma amostra (n =2,315 adolescents) representativa de base nacional, segundo dados da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) de 2019


O resultado desse estudo apontou que 8,5% dos adolescentes entre 15 e 17 anos relataram ter feito binge drinking no último mês. Os meninos que não frequentam a escola e aqueles com maior status socioeconômico estão mais vulneráveis para se envolverem no consumo abusivo de álcool.


Os resultados reforçam a necessidade de que intervenções e políticas públicas preventivas ao uso de álcool sejam desenvolvidas além das escolas, para que o perfil de maior risco possa ser atingido.


Fonte: Medeiros, P. F. P. de ., Valente, J. Y., Rezende, L. F. M., & Sanchez, Z. M.. (2022). Binge drinking in Brazilian adolescents: results of a national household survey. Cadernos De Saúde Pública, 38(12), e00077322. https://doi.org/10.1590/0102-311XEN077322






Commentaires


bottom of page