Prejuízos e riscos relacionados ao uso de maconha

Por Julia Y Valente

A maconha é a terceira droga mais utilizada no mundo e seu impacto na saúde da população ainda é alvo de polêmico debate. Um estudo recentemente publicado na revista European Neuropsychophamacology sintetizou as evidências já existentes sobre os prejuízos e riscos relacionados ao uso de maconha.  Os autores reuniram dados de 44 revisões sistemáticas (tipo de estudo que reúne todos os trabalhos existentes sobre determinado tema), o que significa que eles reuniram informações de 1,053 artigos que pesquisaram sobre os efeitos adversos do uso de maconha. Os resultados evidenciam uma clara associação entre o uso de maconha e uma série de fatores: psicose, distúrbios afetivos, ansiedade, distúrbios do sono, falhas cognitivas, eventos adversos respiratórios, câncer, quadros cardiovasculares e distúrbios gastrointestinais. Além disso, os autores também afirmam que existe evidência de que o uso de maconha é um fator de risco para o envolvimento em acidentes de carro, comportamento suicida e violência direcionada ao parceiro e à criança. Sendo assim, pode se afirmar que o consumo de maconha é um fator de risco para várias condições médicas e acarreta inúmeras consequências sociais negativas. Por fim, os autores ressaltam que existem poucos estudos sobre a dose de maconha que está associado a estes efeitos, sendo assim não existe ainda definido o que pode ser considerado consumo de risco de maconha.  Fonte: "The blind men and the elephant: Systematic review of systematic reviews of cannabis use related health harms"


Fonte: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0924977X20300626


Copyright © 2019. Todos os direitos são reservados ao Núcleo de Pesquisa em Prevenção ao Uso de Álcool e outras drogas (Previna). O conteúdo deste site é protegido pela Lei de direitos autorais (Lei nº 9.610/1998), sendo vedada a sua reprodução, total ou parcial, a partir desta obra, por qualquer meio ou processo eletrônico, digital, ou mecânico (sistemas gráficos, microfílmicos, fotográficos, reprográficos, de fotocópia, fonográficos e de gravação, videográficos) sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais.