Relato de Experiência: Projeto JUNTAÊ!

Por Pollyanna Fausta Pimentel de Medeiros

A partir da necessidade de construir projetos pedagógicos na unidade escolar Maria de Sampaio Lucena, em Recife, visando contribuir na formação dos estudantes e no fortalecimento da escola na comunidade com o tema de prevenção ao uso de drogas e promoção da saúde, elaboramos o projeto de intervenção intitulado de Juntaê!. O projeto tem a finalidade de discutir com a comunidade escolar e local as ações de promoção da saúde e de prevenção ao uso de drogas a serem incluídas no projeto político pedagógico (PPP) da escola. Em paralelo ao desenvolvimento e implantação do programa, foi realizada uma pesquisa-ação, cuja metodologia foi formulada a partir dos referenciais consoantes no Curso de Saúde e Segurança na Escola, fomentado pela Fundação Oswaldo Cruz, cuja conclusão exige um projeto de intervenção junto à comunidade escolar. As etapas de elaboração seguiram as atividades solicitadas e realizadas em cada módulo do referido curso. As atividades foram desenvolvidas no ano de 2019 e contaram com cinco módulos com as seguintes temáticas: O educando em desenvolvimento na família e na escola; Conceitos e informações sobre álcool e outras drogas: fatores de risco e proteção; A Escola em Rede na promoção de saúde e segurança no território educacional; Redes protetivas para o enfrentamento da violência e dos riscos do envolvimento com drogas e Implementando o projeto de promoção de saúde e segurança na escola. As etapas realizadas foram: construção de um diagnóstico local, análise documental do PPP; identificação dos fatores de risco e proteção na escola; validação junto aos gestores da escola da necessidade de incorporar no PPP os conteúdos e a realização da oficina, com a carga horária de 8 horas/aula para validar junto aos representantes da comunidade escolar e local as estratégias para as ações no PPP. Foi utilizado o Método Bambu nas oficinas, criado pela UFPE para trabalhar com comunidades locais suas potencialidades e planejamento local integrado de curto, médio e longo prazo. Participaram 23 pessoas vinculadas à comunidade escolar, dentre os quais professores, estudantes, conselheiro titular, equipe de saúde do Programa de Saúde da Família, diretor e coordenador pedagógico da escola e a equipe do curso de saúde e segurança. Alguns exemplos de atividades para as disciplinas: Língua Portuguesa - reações, biografia, matérias de jornais, visitar blogs informativos; História - contexto histórico do uso de drogas e a diferença entre os Séculos XIX, XX e XXI; utilizar as propagandas de marketing sobre o tema; Matemática: estatísticas sobre o uso e situações dos diferentes tipos de violência, utilizar recursos como dados, gráficos e tabelas. Os aspectos positivos identificados foram a disponibilidade de participação e compromisso dos profissionais do curso, o conhecimento das inúmeras experiências teórico e prática para moldar o projeto de intervenção JUNTAÊ!, a reflexão sobre o tema entre saúde e educação e a cooperação da equipe. Os aspectos negativos foram a demanda de um tempo maior para trabalhar cada tema com a equipe envolvida no projeto, como também, a impossibilidade de fazer debates teóricos e práticos sobre o tema com toda comunidade escolar. Sublinhamos a importância de ter desenvolvido este projeto de intervenção baseado no diagnóstico local e na construção intersetorial entre saúde e educação na Escola Maria de Sampaio Lucena. No entanto, será necessário apoiar os professores na construção de ações práticas para sala de aula com os alunos, bem como, acompanhar e identificar situações que tem relação com o uso de drogas para propor modalidades de intervenções adaptadas aos diferentes contextos. Além disso, depois de efetivamente implementado em modelo adequado, o programa necessitará de avaliação de resultados, antes de ser disseminado.

Fonte: Direitos humanos: das questões sociais à efetivação de Políticas públicas / organizadores, Flávio Romero Guimarães, Glauber Salomão Leite, Paulla Christianne da Costa Newton, Ricardo dos Santos Bezerra. - Campina Grande: Realize eventos, 2019. 491 p. : il.


http://www.editorarealize.com.br/revistas/ebook_conidih/trabalhos/ebook4_conidih4.pdf


Copyright © 2019. Todos os direitos são reservados ao Núcleo de Pesquisa em Prevenção ao Uso de Álcool e outras drogas (Previna). O conteúdo deste site é protegido pela Lei de direitos autorais (Lei nº 9.610/1998), sendo vedada a sua reprodução, total ou parcial, a partir desta obra, por qualquer meio ou processo eletrônico, digital, ou mecânico (sistemas gráficos, microfílmicos, fotográficos, reprográficos, de fotocópia, fonográficos e de gravação, videográficos) sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais.