top of page

UNODC, PNUD e SENAPRED lançam plataforma para articular atores da prevenção no Brasil

Brasília, 19 de dezembro de 2022 – O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC), o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e a Secretaria Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas (SENAPRED), do Ministério da Cidadania, lançaram nesta segunda-feira, dia 19, a plataforma do Sistema Nacional de Prevenção – SINAP e a Ação educativa “Escutar para Cuidar”.

Em um evento transmitido online, o Secretário Nacional de Cuidado e Prevenção às Drogas, Quirino Cordeiro Junior, anunciou a disponibilização da plataforma SINAP para o público, ao lado da representante do UNODC no Brasil, Elena Abbati, e do representante-residente adjunto do PNUD, Carlos Arboleda.

À ocasião, Quirino Junior ainda anunciou a publicação da Portaria nº 841, de 15 de dezembro de 2022, que institui o Sistema Nacional de Prevenção ao Uso de Álcool e outras Drogas - SINAP, no âmbito do Ministério da Cidadania.

A plataforma SINAP foi desenvolvida como ferramenta para auxiliar a gestão das ações de prevenção no país, bem como facilitar a interlocução entre a gestão federal, estados, municípios, sociedade civil e academia, facilitando a atuação de forma sistêmica em prol da prevenção. Além disso, ela também disponibilizará informações, materiais, recursos, acesso à formação EAD, entre outros.

Durante o evento, o Secretário destacou a importância da cooperação técnica com UNODC e PNUD para a criação da plataforma SINAP. “Identificamos a necessidade de criação de um sistema que atuasse nas mais diferentes frentes para alcançar resultados mais contundentes, o que acabou desembocando no evento de hoje, o lançamento da plataforma SINAP e da Ação Educativa Escutar para Cuidar”, afirmou.

A diretora do UNODC no Brasil, Elena Abbati, fez um convite para que todas as pessoas acessem e conheçam a plataforma SINAP e reforçou a importância da atuação pela prevenção de forma sistêmica. “Quando a prevenção do uso de drogas é implantada em um formato de sistema, a partir de ações integradas e intersetoriais, unindo implantação de programas e de legislações, a chance de produzir efeito populacional de redução do uso de drogas é maior”, afirmou.

“É preciso aprimorar e atualizar os mecanismos que auxiliam os entes governamentais nos seus diferentes níveis de atuação”, complementou o representante-residente adjunto do PNUD, Carlos Arboleda e ressaltou ainda a importância no foco às pessoas mais vulneráveis na atuação pela prevenção sem deixar ninguém para trás.

Escutar para Cuidar

Um dos recursos já disponíveis na plataforma SINAP são os materiais da ação educativa do UNODC “Escutar para Cuidar”. Também lançada no evento desta segunda-feira, a iniciativa foi traduzida e adaptada para o contexto brasileiro e tem como principal objetivo sensibilizar sobre a escuta ativa de crianças como estratégia para a prevenção ao uso indevido de substâncias.

“Escutar para Cuidar (Listen First) é uma campanha que criamos para mostrar como a prevenção com base em evidências pode ser efetiva, e a importância de escutar as crianças para que possam crescer de forma mais feliz e saudável. Ela é direcionada a pais, mães e responsáveis, professoras e professores, pessoas formuladoras de políticas públicas e profissionais da saúde e prevenção”, explicou a líder da Seção de Prevenção, Tratamento e Reabilitação do UNODC, Giovanna Campello.

“Escutar para Cuidar” é uma ferramenta para complementação de programas nacionais de prevenção que utiliza materiais lúdicos e educativos. Implementada com sucesso em dezenas de países, é composta por com conjunto de materiais, como: cartazes, folhetos e vídeos, que já estão disponíveis para livre acesso na plataforma SINAP em português.

Para acessar a plataforma SINAP, clique aqui.

Fonte: Artigo publicado no site do UNODC




Commentaires


bottom of page